sábado, 24 de março de 2007

Reflexão


Aquela sensação infantil
ainda sou aquela criança
nunca deixarei de ser

Govinda
e tudo apego
tudo paixão
nessa vida

Cheiro de planta
incenso
ruido no ar
desconforto estomacal

Não sei esta dança
como Campos, sou muita
emoção

Não consigo o silêncio
que necessito
há sempre alguém rindo
sentindo-se bem

Para agradar-te desrespeito
Para agradar-me ignoro.

Um comentário:

Mi disse...

Campos?!?!?! Influências de um certo presente.
Já tô chegando por aí!